Radio Atlanta

NO AR:

Marcela Braga

10:00 às 13:00

Governo anuncia acordo com a Rússia para garantir fertilizantes este ano

Num aceno ao agronegócio brasileiro, o presidente Jair Bolsonaro (PL) anunciou nesta terça-feira (dia 31), na Bahia Farm Show, em Luís Eduardo Magalhães, que o governo brasileiro fechou com a Rússia um acordo para garantir o fornecimento de fertilizantes até o início do próximo ano. Segundo o presidente, quase 30 navios com os produtos essenciais para a produção agrícola já chegaram ao Brasil na última semana.

“Há poucos dias acordei com o presidente da Rússia a entrega de fertilizantes aqui”, afirmou durante o seu discurso na feira agrícola. “Fertilizantes para a nossa safra até o início do ano que vem estão garantidos. É um sinal da política externa do nosso governo e do meu ministro das relações exteriores (Carlos França)”, complementou.

Bolsonaro destacou o ato da entrega de títulos de posse de terra para pequenos produtores rurais como uma ação que faz “com que cidadãos trabalhadores deixem de ser escravizados pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra)” e que deu “dignidade” aos agraciados. “Eles se somam a nós, ganham dignidade e passam a ser mais do que amigos dos fazendeiros, passam a ser homens que produzem cada vez mais para alimentar o Basil e o Mundo”, disse.

O presidente ainda destacou a importância da produção agrícola para a economia brasileira, que ele avaliou estar em recuperação.

“Apesar da política equivocada de alguns governadores, do ‘fique em casa que a economia a gente vê depois’, estamos superando este passado. Cada vez mais estamos na normalidade, levando em conta a economia de antes e também durante a pandemia”, avaliou.

Durante o seu discurso, o presidente fez questão de lembrar da sua eleição em 2018 e fez declarações para grupos identificados politicamente com ele. “Em cada lugar que chego me emociono em ver a satisfação do nosso povo trajando o verde-amarelo da nossa bandeira”, ressaltou.

“Nós temos hoje um presidente, juntamente com seu ministério, que acredita em Deus, nos seus militares, defende a família brasileira e deve lealdade ao seu povo”, afirmou, antes de se posicionar sobre temas relacionados à chamada pauta de costumes. “Todos sabemos que a família ajustada é boa para toda a nação e, assim sendo, sempre fomos contra o aborto, contra a ideologia de gênero. Somos favoráveis e defensores da propriedade privada e também defendemos que o povo armado jamais será escravizado”, recitou.

O presidente da República voltou a culpar fatores externos pela alta da inflação e dos combustíveis. “Sabemos também que uma guerra a 10 mil quilômetros de distância causa transtornos para todos nós no Brasil e para o mundo todo. O mundo todo vem sofrendo com inflação, em especial nos alimentos e nos combustíveis. Isto não acontece apenas no Brasil, mas a gente conta com a população, com a sua fé e a sua resiliência para vencer este obstáculo”, defendeu.

A visita do presidente da República foi a grande atração do primeiro dia da Bahia Farm. Bolsonaro foi o primeiro chefe do Executivo Nacional a visitar a maior feira agrícola do Norte/Nordeste e uma das três maiores do país. Antes de chegar lá, ele participou de uma motociata, que mobilizou centenas de motociclistas.

Mesmo antes que seu avião aterrizasse no cerrado baiano, a notícia do compromisso dele no local já mobilizava as atenções na cidade com aproximadamente 100 mil habitantes, que fica a 970 quilômetros de Salvador. Outdoors, ambulantes com bandeiras do Brasil, de Israel e faixas em apoio à reeleição dele eram vistas em diversas áreas da cidade.

O presidente da Bahia Farm Show, Odacil Ranzi, classificou o momento como “histórico” para Luís Eduardo Magalhães. Ele destacou a importância da mobilização do governo para a alteração da legislação sobre os defensivos agrícolas.

“A Bahia Farm Show retorna após três anos com força total, para cumprir o seu papel, como um pilar do agronegócio”, avaliou.

O presidente Jair Bolsonaro desembarcou na cidade de Luís Eduardo Magalhães por volta das 14h30. Imagens divulgadas por apoiadores dele nas redes sociais mostraram o momento em que ele deixou um jatinho no aeródromo da cidade do Oeste baiano. “Estamos aqui em Luís Eduardo Magalhães, com a festa do agronegócio, este é o nosso Brasil”, disse rapidamente a um apoiador.

Ao deixar a aeronave foi recepcionado com gritos de “mito” e “ô Bolsonaro, cadê você, eu vim aqui só pra te ver”. Com um laço verde amarelo ao redor do pescoço, que recebeu de presente de um grupo de escoteiros em seu desembarque, ele se aproximou dos apoiadores para cumprimentá-los. O presidente estava sorridente. Pousou para fotos com políticos aliados e com algumas pessoas.

Por volta das 15h, ele iniciou uma motociata entre o aeródromo e a Bahia Farm Show, na entrada da cidade, com o ex-ministro e deputado federal João Roma (PL) na garupa. Antes de chegar à feira, parou em frente a uma escola de ensino fundamental e acenou para as crianças.

A Bahia Farm Show, que começou nesta terça-feira, no Oeste da Bahia, voltou a ser realizada após dois anos de hiato em função da pandemia da Covid-19, com a expectativa de superar, pela primeira vez, a barreira dos R$ 2 bilhões na prospecção e fechamento de negócios.

Maior vitrine do agronegócio do Norte e Nordeste do Brasil, a feira agrícola chega com a infraestrutura pronta e ampliada. Durante cinco dias, 360 empresas expositoras, representando mais de 1,2 mil marcas, estarão distribuídas em 191 mil metros quadrados (m²), com opções de máquinas, equipamentos, implementos e tecnologias para o campo.

Nesta quarta-feira (dia 1º), a partir das 10h, será realizada a abertura oficial, com a presença dos governadores da Bahia, Rui Costa, e do Tocantins, Wanderlei Barbosa. Os governantes pretendem assinar um Termo Declaratório de Divisa Territorial que reafirma a demarcação da divisa entre os dois estados.

Odacil Ranzi acredita que a perspectiva é de mais uma edição de sucesso da Bahia Farm Show. “Passamos por um período de isolamento. Aproveitamos este momento difícil para mostrar a força do agronegócio, que não parou”, ressaltou. “Os resultados positivos na comercialização das feiras que antecederam a Bahia Farm e o otimismo dos agricultores com os números da colheita da safra 2021/22 trazem a esperança de bons negócios”, projetou. A feira terá 33 palestras e debates.

Brendon Araujo

Programador Musical da Rádio Atlanta

More Posts - Website